Especialização em Catequética

Esta especialização é fruto de uma longa experiência na formação de catequistas realizada pelo IRPAC-Instituto Regional de Pastoral Catequética. O grande diferencial do curso é o cultivo da Espiritualidade, da cultura do Encontro e do Diálogo, através de acompanhamento pessoal e de uma metodologia participativa e orante, que leva a uma experiência de fé adulta.

Em diálogo com a cultura contemporânea, o curso oferece novas perspectivas e linguagens para a catequese, sobretudo na cultura urbana e digital, dando destaque à “via da beleza”.

Além das disciplinas, o curso oferece oficinas, vivências, palestras, cine-fórum. O curso, realizado durante 12 dias na primeira quinzena de janeiro de cada ano, possui alunos de 26 dioceses do Regional. O Curso de Especialização em Catequética é uma parceria da PUC-MINAS com o Regional Leste 2 da CNBB. Deseja qualificar catequistas e coordenadores de catequese, para que possam colaborar na formação de catequistas e na dinamização do processo de Iniciação à Vida Cristã.

A Especialização em Catequética (Pós-Graduação) ou Aperfeiçoamento Catequético (para quem só possui o Ensino Médio) da PUC-Minas e o Regional Leste 2 foi realizada em Belo Horizonte, na Casa de Retiros São José, de 6 a 18 de janeiro de 2019. Foram 96 alunos nos módulos II, III e IV.

Objetivos do curso:

  • Refletir sobre a prática catequética à luz das orientações da Igreja, em diálogo com a cultura atual, propondo uma catequese atenta às novas sensibilidades e expectativas dos adultos, jovens e crianças.
  • Qualificar catequistas e coordenadores de catequese, para que possam colaborar na formação de catequistas e na dinamização do processo de Iniciação à Vida Cristã nas comunidades, paróquias e dioceses.
  • Oferecer novas perspectivas e linguagens para a catequese, sobretudo na cultura urbana e digital, dando destaque à “via da beleza”.
  • Proporcionar o cultivo da Espiritualidade, da cultura do Encontro e do Diálogo, através de acompanhamento pessoal e de uma metodologia participativa e orante, que leve a uma experiência de fé madura.
  • Incentivar a pesquisa e a reflexão, contemplando os temas mais importantes para a catequese no momento atual.

Concluíram o curso quatro catequistas da Diocese de Guanhães:

  1. Bernardina Mercês de Barros– FERROS/MG
  2. Eni Menezes dos Santos CARMÉSIA/MG
  3. Maria Sonia Monteiro Peixoto– SANTA MARIA DO SUAÇUÍ/MG
  4. Veralúcia Pimenta do Amaral GUANHÃES/MG (Paróquia São Miguel)

A necessidade desta renovação pastoral se dá por conta da mudança dos interlocutores (as pessoas que procuram os sacramentos). Mudaram os valores, os modelos, as alegrias, as esperanças, as tristezas e alegrias das pessoas de hoje. Nos dias atuais  a prática religiosa não é mais uma tradição herdada da família, mas é uma escolha pessoal que é motivada, principalmente, pela atração que a comunidade cristã exerce sobre as pessoas. (Doc 107)

URGÊNCIA DE UM NOVO  PROCESSO DE INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ

Todos concordam que a realidade atual é complexa pela sua pluralidade. Por isso é preciso que nos esforcemos e, principalmente, nos deixemos ser revitalizados pelo impulso do Espírito Santo para que juntos, como Igreja, saibamos acolher o chamado para uma nova evangelização, marcada pelo ardor missionário (IVC 52). É preciso, tornar viva em nossa ação o apelo do Documento de Aparecida: “A Igreja necessita de uma forte comoção que a impeça de se instalar na comodidade, no estancamento e na indiferença, à margem do sofrimento dos pobres do Continente. Necessitamos que cada comunidade cristã se transforme num poderoso centro de irradiação da vida em Cristo. (DocAp 362).

Antes de deixar este mundo, Jesus Cristo enviou seus discípulos em missão: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a toda criatura” (Marcos 16,15). Jesus envia seus discípulos como fermento, sal e luz ao mundo. O fermento, quando misturado à massa, desaparece. No entanto, a massa já não é mais a mesma. (Doc 105).

E é isto, ao participar deste processo formativo tão enriquecedor, já não somos as mesmas pessoas. A cada disciplina estudada, percebemos a importância de sempre nos prepararmos, de buscarmos formação para esta grande missão de evangelizar. Foram doze dias em o4 janeiros deste processo valiosos. Além de você se encantar e reencantar por Jesus, aprendemos a importância de se relacionar com você mesma, com o outro e com Deus.

Agradeço a Deus e a todos que me proporcionaram este curso e, principalmente, ao meu pároco. Agora é colocar os pés a caminho, percorrer o itinerário da iniciação cristã com ações evangelizadoras que provoquem uma maior adesão ao projeto de Jesus. Que outras catequistas sintam o coração arder para fazer o IRPAC.

Louvado seja Deus!     Vera Pimenta

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: