Encontro Diocesano de Coordenadores de Catequese

         Um grupo de 58 catequistas, membros das coordenações diocesana e paroquial de catequese, reuniram-se no Espaço PUC em Guanhães, no  sábado, dia 28 de julho, para o segundo encontro do ano de 2018.

        Iniciou-se após o café, com a oração da manhã: ESTA TERRA É SAGRADA – inspirada no texto bíblico : Ex 3,1-15. Durante a oração o grupo foi levado a refletir: O que buscas? De onde vens?  O que procura? O que ficou para trás, o que lhe preocupa? Como se dá a experiência da presença de Deus em sua vida, no dia-a-dia ? Quais “terras santas” que você pisa no seu cotidiano? Que expectativas você traz para esse encontro?

    Após a oração, o grupo participou de uma dinâmica ao redor do Poço: Dinâmica do avesso , mostrando  a importância da união, da organização e do planejamento nas ações da catequese.  Pe Osmar deu sequência ao trabalho, apresentando uma síntese do Documento Gaudete Exsultate – sobre o chamado à Santidade no mundo atual. Todos são chamados a ser santos, viver o Evangelho onde quer que estejam, independentemente do que fazem.

     Refletiu-se também sobre o Ministério da Coordenação, sobre a função do(a) coordenador(a) que  é a de ser um(a) líder participativo que faz o grupo crescer. Ser um líder espelhado no Bom Pastor, Jesus Cristo.

  Apresentou-se o organograma da catequese diocesana, as páginas da internet, blog, revista virtual Catequese Hoje Catequese do Brasil, site, canal do youtube com material confiável para que o catequista os visitem,  buscando sua formação pessoal e também os grupos do whatsapp para uma melhor comunicação. Foram reforçadas as datas para a formação nas Áreas Catequéticas , no mês de agosto e cronograma de atividades até dezembro, incluindo  o encontro diocesano em outubro, assessorado por Pe Vanildo Paiva( autor do livro em estudo, desde fevereiro) e também as atividades que cada um deverá realizar diante dos compromissos assumidos.

  Foram repassadas notícias do Regional Leste II, sobre a 4ª Semana Brasileira de catequese, e, também sobre a mensagem de Dom José Antonio Peruzzo, Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, para os catequistas.

   Os coordenadores foram alertados sobre  um congresso Nacional de catequese, um mega evento que acontecerá de 8 a 10 de fevereiro. O grupo (que promove a Expocatólica e a revista Paróquias) tem um foco no marketing católico e fará além de oficinas uma feira de produtos.  O evento nada tem a ver com a catequese nacional. A CNBB não foi consultada e irá se pronunciar pela Comissão Nacional de Catequese. Como o grupo tem dinheiro para comunicação, vai investir pesado e pode confundir os catequistas em relação a Semana Brasileira de Catequese. É importante que todos fiquem atentos, pois, pelo fato de  ser no Santuário de Aparecida muita gente vai. Os temas  nada têm a ver com as discussões do Documento 107. Ninguém está proibindo catequistas de participarem, porém  não podemos perder o nosso foco e é preciso ter senso crítico. Isto vale também, na busca de leituras em outros sites e livros.

     A turma foi dividida em grupos para estudo e apresentação dos capítulos III e IV do livro Processo de Formação da Identidade Cristã. O Capítulo V será estudado em agosto, nas Áreas Catequéticas, ficando sob a responsabilidade dos coordenadores paroquiais desenvolverem o estudo dos outros capítulos do livro até o mês de março de 2019, com os catequistas, pois receberemos a outra autora do livro estudado no mês de abril, Marlene Silva da Arquidiocese de Pouso Alegre- MG.

     Com a oração final e uma homenagem aos coordenadores pelo Dia do Catequista, o encontro foi encerrado.

Eliana Maria de Alvarenga Guimarães

Da Comissão Diocesana de catequese.

MENSAGEM AOS CATEQUISTAS Do http://www.catequesedobrasil.org.br/noticia/mensagem-aos-catequistas-2018 Site Catequese Brasil da CNBB

Dia Nacional dos Catequistas – 2018

 Queridos e queridas Catequistas!

Já nos avizinhamos do Dia do Catequista. Será no próximo 26 de agosto. Foi grande a sabedoria que inspirou a inserção deste dia nos quadros do mês vocacional. As palavras ‘voz’ e ‘vocação’ vem da mesma raiz latina. E é assim que a Igreja os reconhece, queridos e queridas Catequistas. São evangelizadores que respondem a um apelo que lhes ressoa desde dentro, desde o coração.

Enquanto escrevo estas linhas recordo-me do diálogo de Jesus com seus discípulos apresentado por Mateus, o evangelista com grande sensibilidade catequética. “Ao ver as multidões, Jesus encheu-se de compaixão por elas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. Então disse aos discípulos: a colheita é grande…” (Mt 9,36). Em seguida eles foram enviados quais missionários das boas notícias da parte de Deus.

Sei que se recorda, amigo e amiga Catequista, daquela pessoa que, pela primeira vez, lhe dirigiu o convite para colaborar com o Senhor na Catequese. Até os detalhes lhe afloram à memória. Era a comunidade que precisava. Alguém lhe falou desde fora, mas provocou aquela voz que vem de dentro. Era como se o Senhor Jesus já estivesse a compadecer-se dos catequizandos e, então, estaria a confiá-los a Você. Pois bem, hoje deixe-se ‘olhar” por ele. Tente imaginar o próprio Senhor, com os olhos cheios de compaixão, a voltar sua face para eles, os catequizandos, e depois para Você. O que ele lhe diria? Escute-o. Deixe-o falar.

Ele nunca se deixa vencer em generosidade. Estará sempre ao seu lado, com a força do seu Espírito, para renovar as compaixões, para revitalizar as motivações, para vencer as desilusões. São alegrias e dramas que ele conhece bem. Os grandes discípulos e discípulas também já experimentaram. Eles se sentiram pequenos, pequenas. Venceram porque a força que os sustentava vinha do amigo e Senhor. Como o apóstolo e catequista por excelência, Paulo, muitos repetiram em seu íntimo: “Eu sei em quem acreditei…” (2Tm 1,12). Lembre, pois, de seu chamado, de suas vitórias, e siga no serviço da Catequese.

Em suas orações não esqueça da nossa 4ª Semana Nacional de Catequese, prevista para novembro (14-18/11). Estou convencido que serão dias de grande impulso para o futuro da nossa Catequese. Recomendo-lhe também que busque compreender bem e estimular a Iniciação à Vida Cristã. Ela leva consigo uma poderosa força renovadora para a evangelização no Brasil.

Despeço-me com palavras de imensa gratidão a todos os Catequistas deste nosso Brasil. Que o Senhor lhes abençoe por serem uma fonte de bênçãos à nossa Igreja. E que a poderosa intercessão da grande Catequista, aquela de Nazaré, esteja sempre a acompanhar os seus passos.

Dom José Antonio Peruzzo

Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB

.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: