NOTA DE AGRADECIMENTO DOS LEIGOS DA DIOCESE DE GUANHÃES A DOM JEREMIAS

            

Ao nosso querido e para sempre… Dom Jeremias

Em nota o senhor agradece a nós leigos pelos trabalhos pastorais e caminhada conjunta. Nós representantes das diversas pastorais e movimentos que devemos agradecer ao  senhor por nesses quase seis anos, nos pastorear com tanta paciência e carinho de pastor zeloso!

Com cuidado foi orientando-nos e corrigindo nossas falhas, ajudando-nos assim, a crescer em espiritualidade e fé.  O trabalho para expandir a devoção por Maria, através do movimento da Mãe Rainha, o apoio e a insistência para que a catequese fosse eficaz dizendo sempre que a catequese é o futuro da Igreja. O zelo pela adoração ao Santíssimo, não só com palavras, mas com atitudes. Às vezes nossos joelhos doíam e nos levantávamos e o senhor continuava firme fazendo sua oração com fervor, por todos nós. Era confortante e gratificante adorar nosso Deus junto do senhor  e observando seu cuidado pelo sagrado…

Sua atitude de renúncia mostra que não é apegado ao poder, a títulos, mas totalmente fiel, obediente à Igreja e entregue ao Pai, para que Ele faça em sua vida a vontade Dele.

Por ocasião de sua posse o senhor disse que Guanhães era um presente de Deus  e nós lhe dizemos que o senhor foi um presente de Dele para nós dessa diocese.

Gostaríamos que o senhor soubesse que no começo estranhamos um pouco seu jeito, cultura diferente dos mineiros, porém aos poucos fomos conhecendo melhor  seu jeito e hoje podemos dizer que nossos corações estão partidos, por nos deixar órfãos novamente, entretanto, respeitamos sua decisão e afirmamos: conte sempre com nossas orações e nosso carinho, neste momento delicado pelo qual está passando. É preciso ser forte para tomar tão séria decisão e enfrentar questionamentos, atitudes desrespeitosas por parte de quem quer que seja.

Em sua nota destacamos ainda outro trecho de suas palavras: “ por vocês  elevo de joelhos ao Senhor , o meu louvor.” E parafraseando-o, diremos : _  Pelo senhor, elevamos de joelhos ao Pai, o nosso louvor.

Desculpe -nos por não sermos um rebanho audacioso e corajoso capaz de   ajudá-lo mais, como o senhor precisaria , por isso, através de nossas orações  invocamos do Pai misericordioso que tudo sabe e tudo pode , que o ajude com sua direita forte , que o abençoe e lhe conceda paz e tudo mais que  lhe for necessário .

 Obrigado por tudo e que a Mãe Rainha o proteja e o cubra com seu manto invocando de seu filho amado, que continue fazendo a vontade dele na vida do senhor como diz o seu brasão: “Fiat voluntas tua”.

                                                                                                    Sentiremos sua falta! Vá com Deus!

A Palavra do Pastor
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Temos fome e sede de Deus – XVIII Domingo do Tempo Comum

Com a Liturgia do 18º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Jesus, o Pão da Vida, e,...
Read More
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: