O que podemos aprender com Maria?

No final da década de 90, um acidente na BR 381 tirou a vida de minha irmã, na época com 34 anos e grávida de 6 meses. Naquele dia, toda família foi tomada pelo susto da notícia e, ao mesmo tempo, por uma paz e confiança em Deus muito grande. Minha mãe conseguiu chegar para se despedir do corpo da minha irmã, apenas 1 hora antes do enterro. E foi exatamente nesse contexto de dor que testemunhamos a necessidade de termos Maria de Nazaré como exemplo de mãe a ser seguido.
Quando minha mãe chegou ao salão de velório, ao invés de desespero, agradecimento a Deus pelos anos que ele possibilitou que minha irmã passasse entre nós e por tantas graças recebidas em vida.
Após o enterro, perguntamos a nossa mãe como ela teve tanta paz e força num momento tão delicado. Ela respondeu:
– Minha filha, pensei tanto em Nossa Senhora, no que ela viveu, na aflição ao ver e acompanhar o filho ser barbaramente torturado e crucificado e ainda ter forças para ficar, de pé, frente à cruz e, ainda por cima, receber o corpo de seu filho nos braços após todo sofrimento. Pedi a ela que me desse força também naquele momento e ela me deu.
A vida de Maria tem muito a nos ensinar.
Há um livro, escrito por Inácio Larranãga , chamado O silêncio de Maria. Lindíssimo, ele nos mostra que Maria, em seu silêncio, nos ensina que:

– Deus, a gente acolhe, não dá para entender.
– Crer é um eterno caminhar por ruas escuras e quase sempre vazias, porque o Pai está sempre no meio de sombras espessas. A fé é isto: peregrinar, subir, chorar, duvidar, esperar, cair e levantar-se.

– Deus é silêncio. Opera silenciosamente nas profundezas da alma. E por isso, necessário se faz falar e

fazer, a todo o momento, como Maria:

“Eis aqui a Serva(o) do Senhor, faça-se em mim, segundo a tua palavra.”
“Abandona-te, em Silêncio, ao Senhor e põe nele sua confiança.”

Regina Coele Barroso Queiroz Santos,

Catequista de Sabinópolis

butibarroso@yahoo.com.br.

A Palavra do Pastor
Presbítero: Homem da Palavra e de palavra

Presbítero: Homem da Palavra e de palavra

O sopro do Concílio nos desafiou a assumir as alegrias e tristezas, angústias e esperanças da humanidade, como Igreja de...
Read More
Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Todos os dias são dias de missão, e a Igreja que vive no tempo é missionária, por sua natureza, tendo...
Read More
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More
O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

  No 27º Domingo do Tempo Comum (Ano B), refletimos sobre a aliança matrimonial que, no Projeto de Deus, consiste...
Read More
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: