O que podemos aprender com Maria?

No final da década de 90, um acidente na BR 381 tirou a vida de minha irmã, na época com 34 anos e grávida de 6 meses. Naquele dia, toda família foi tomada pelo susto da notícia e, ao mesmo tempo, por uma paz e confiança em Deus muito grande. Minha mãe conseguiu chegar para se despedir do corpo da minha irmã, apenas 1 hora antes do enterro. E foi exatamente nesse contexto de dor que testemunhamos a necessidade de termos Maria de Nazaré como exemplo de mãe a ser seguido.
Quando minha mãe chegou ao salão de velório, ao invés de desespero, agradecimento a Deus pelos anos que ele possibilitou que minha irmã passasse entre nós e por tantas graças recebidas em vida.
Após o enterro, perguntamos a nossa mãe como ela teve tanta paz e força num momento tão delicado. Ela respondeu:
– Minha filha, pensei tanto em Nossa Senhora, no que ela viveu, na aflição ao ver e acompanhar o filho ser barbaramente torturado e crucificado e ainda ter forças para ficar, de pé, frente à cruz e, ainda por cima, receber o corpo de seu filho nos braços após todo sofrimento. Pedi a ela que me desse força também naquele momento e ela me deu.
A vida de Maria tem muito a nos ensinar.
Há um livro, escrito por Inácio Larranãga , chamado O silêncio de Maria. Lindíssimo, ele nos mostra que Maria, em seu silêncio, nos ensina que:

– Deus, a gente acolhe, não dá para entender.
– Crer é um eterno caminhar por ruas escuras e quase sempre vazias, porque o Pai está sempre no meio de sombras espessas. A fé é isto: peregrinar, subir, chorar, duvidar, esperar, cair e levantar-se.

– Deus é silêncio. Opera silenciosamente nas profundezas da alma. E por isso, necessário se faz falar e

fazer, a todo o momento, como Maria:

“Eis aqui a Serva(o) do Senhor, faça-se em mim, segundo a tua palavra.”
“Abandona-te, em Silêncio, ao Senhor e põe nele sua confiança.”

Regina Coele Barroso Queiroz Santos,

Catequista de Sabinópolis

butibarroso@yahoo.com.br.

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: