NOVEMBRO, MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO DO DÍZIMO DIOCESANO

NOVEMBRO, MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO DO DÍZIMO DIOCESANO

EU DEVOLVO O DÍZIMO DE  CORAÇÃO

O dízimo, na perspectiva católica, não deve ser entendido como uma obrigação imposta pela Igreja ao fiel. Mas,ao contrário, deve ser compreendido como expressão de generosidade da parte de quem o oferece. Para ser um dizimista autêntico, portanto, é preciso ter dado alguns passos no caminho que conduz a maturidade de fé, pois somente quem compreende a beleza e a profundidade de significado deste gesto é capaz de fazê-lo a partir de uma decisão livre e amadurecida.

A parir de uma decisão livre e amadurecida, significa não devolver o dízimo por medo de nos acontecer algo caso não devolvemos, ou devolvê-lo com interesses em obter benefícios, como numa relação de troca, mas ofertá-lo de maneira generosa e gratuita. É, portanto, reconhecer que tudo o que conquistamos, vem auxiliados pela Graça de Deus, que nos deu a possibilidade de trabalhar para prover a nós e aqueles que dependem de nós. Por isso, quando devolvemos o dízimo de maneira convicta entendemos que não estamos pagando algo, mas partilhando a nossa própria vida e, consequentemente evangelizando.

Sim, quando devolvemos o dízimo conscientemente estamos também evangelizando! Isto porque parte do que ofertamos é utilizado para suprir os gastos próprios do exercício do apostolado. Além disso, com este dinheiro também ajudamos os necessitados de nossa comunidade, uma vez que o compromisso de fidelidade com Deus exige de nós o cuidado para com o próximo: dimensão fraterna e social do ser cristão. Naturalmente, este gesto de desprendimento de nossa parte, traz também benefícios para nós, ainda que por consequência: dentre eles, o desenvolvimento de uma sensibilidade maior para perceber a dor do outro; o desapego do dinheiro e das realidades que nos escravizam.

Celebrando, pois, o mês de Novembro dedicado em nossa Diocese de Guanhães como Mês do Dízimo, rezemos por todos aqueles que contribuem generosamente para que a obra de Deus possa acontecer. E renovemos também o nosso compromisso com o Dízimo Paroquial, conscientes de que o nosso gesto, por si só, evangeliza e testemunha a todas as pessoas o quão realizador é poder participar da vida de nossa comunidade.

Edmilson Henrique Cândido, seminarista

A Palavra do Pastor
Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus (Homilia 7º Domingo Tempo Comum- ano A)

Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus (Homilia 7º Domingo Tempo Comum- ano A)

Servidores da Paz e do Amor Pleno – Jesus “...Bem-aventurados os mansos porque herdarão a terra... Bem aventurados os que...
Read More
A graça de ser Padre

A graça de ser Padre

“Irmãos, cuidai cada vez mais de confirmar a vossa vocação e eleição. Procedendo assim, jamais tropeçareis. Desta maneira vos será...
Read More
Só Deus nos garante a verdadeira felicidade ( Homilia 6º Domingo Tempo Comum – Ano A)

Só Deus nos garante a verdadeira felicidade ( Homilia 6º Domingo Tempo Comum – Ano A)

  Só Deus nos garante a verdadeira felicidade "Enquanto o amor humano tende a apossar-se do bem que encontra no...
Read More
Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ( Homilia do 5º Domingo do Tempo Comum- Ano A)

Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ( Homilia do 5º Domingo do Tempo Comum- Ano A)

Sejamos Sal e luz na planície do quotidiano ... quando atraímos o olhar de todos para Deus, e não para...
Read More
Festa da Apresentação do Senhor: Jesus Cristo é a nossa Luz e Salvação ( Homilia- Domingo 02 de fevereiro)

Festa da Apresentação do Senhor: Jesus Cristo é a nossa Luz e Salvação ( Homilia- Domingo 02 de fevereiro)

“Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma” ( Lc 2,35) No dia 2 de fevereiro, celebramos a Festa...
Read More
Ser Padre: missão de resplandecer a luz de Cristo no rosto da Igreja

Ser Padre: missão de resplandecer a luz de Cristo no rosto da Igreja

“O Concílio deseja ardentemente iluminar todos os homens com a claridade de Cristo, luz dos povos, que brilha na Igreja,...
Read More
Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

No 3º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre o Projeto de Salvação e de Vida plena que Deus...
Read More
FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

As novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil (2019-2023), Documento nº. 107 da Conferência Nacional do Brasil  (CNBB), nos apresentam...
Read More
Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a Luz das Nações “Melhor é calar-se e ser do que falar e não ser. Coisa...
Read More
Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

  O Batismo do Senhor é apresentado de diferentes modos: os Evangelhos de São Marcos e São Lucas apenas fazem...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: