Não há nada mais belo na vida do que casar-se e formar uma família, disse o Papa

Durante a sua visita, na tarde do dia 22 de maio à paróquia São Pedro Damião, em Roma, o Papa Francisco respondeu perguntas que alguns catequisandos fizeram durante um encontro e afirmou que “não há nada mais belo na vida do que casar-se e formar uma família”.

“O que as crianças podem fazer para salvar o mundo? Como descobriu a sua vocação sacerdotal? O que podemos fazer para seguir melhor a Jesus? Qual esporte praticava aos 11 anos?”, foram as perguntas que lhe fizeram.

Francisco assegurou em uma das suas respostas que “na vida é muito belo casar-se, é lindo. É belo ter uma família, um pai e uma mãe, avós, tios… É lindo, é uma graça. E cada um de vocês tem pais, avós, tios, têm uma família. Aplaudamos todos eles. Seus pais se sacrificaram por vocês, para ajudá-los a crescer, e isso é algo bonito, é uma vocação: formar uma família”.

Mas “também há outra vocação: ser freira ou sacerdote”, acrescentou. “Eu tinha 16 anos e senti que o Senhor queria que eu fosse sacerdote. E aqui estou! Sou sacerdote. Esta é a resposta. Uma pessoa sente no seu coração: quando um menino sente no coração simpatia e depois essa simpatia continua, e sente amor por uma menina e logo ficam noivos e se casam, assim sente no coração quando o Senhor lhe diz: ‘Deve seguir em frente no caminho para ser sacerdote’. E foi assim que eu senti. Como se sentem as coisas belas da vida”.

O Papa também disse às crianças que “cada um de nós tem um lugar na vida”. “Jesus quer que alguns se casem, que formem uma família, e que outros sejam sacerdotes ou religiosas… Mas todas as pessoas tem um caminho na vida”.

“E para a maioria é que sejam como vocês, como seus pais: fiéis leigos que formam uma bela família, que cuidam dos seus filhos, que os ajudam a crescer na fé. Eu estava em uma família: com cinco irmãos felizes. Meu pai trabalhava, quando chegava do trabalho, nós brincávamos. Uma vez brincamos de se jogar com o guarda-chuva do balcão para brincar de paraquedas. Meu irmão está vivo por milagre”.

“Estas brincadeiras são perigosas. Mas éramos felizes. Mamãe e papai nos ajudavam a seguir em frente, na escola, e também se preocupavam conosco”, comentou.

Francisco continuou respondendo as perguntas das crianças e disse: “O mundo é grande”. “Um menino, uma menina, podem ajudar na salvação do mundo?”.

É possível ajudar o mundo “respeitando as pessoas, também aquelas que não gostam de nós, e se alguém me fez mal, o que devo fazer?”. “Também devemos respeitá-los. E brincar direito também ajuda a salvar o mundo, porque a alegria ajuda Jesus a salvar o mundo”, respondeu.

“Quando eu tinha a tua idade, (11 anos), jogava futebol. Mas, eu não era muito bom jogando futebol, e entre nós, aqueles que não jogam bem eram chamados de ‘perna de pau’. Eu era um ‘perna de pau’ e, por isso, frequentemente era escalado para ficar no gol, para não precisar me mexer: era o meu papel”.

 

Fonte: http://www.acidigital.com/

A Palavra do Pastor
Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Do Cálice à Missão, da Missão ao Cálice!

Todos os dias são dias de missão, e a Igreja que vive no tempo é missionária, por sua natureza, tendo...
Read More
Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

Somente Deus nos concede a verdadeira riqueza – Homilia para o XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B.

No 28º Domingo do Tempo Comum (ano B), somos convidados a refletir sobre o essencial e o efêmero em nossa...
Read More
Somos um povo peregrino e evangelizador .

Somos um povo peregrino e evangelizador .

“Nós vimos o Senhor” (Jo 20,25) Na Exortação Evangelii Gaudium, o Papa afirma que “A Evangelização é dever da Igreja. Este sujeito da...
Read More
O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

O Sacramento do Matrimônio no Plano de Deus – Homilia do XXVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

  No 27º Domingo do Tempo Comum (Ano B), refletimos sobre a aliança matrimonial que, no Projeto de Deus, consiste...
Read More
Graça e perseverança na missão

Graça e perseverança na missão

 “Tende entre vós o mesmo sentimento que existe em Cristo Jesus” (Fl 2,5) Retomo as iluminadoras palavras do Papa Francisco na...
Read More
Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

Sejamos curados pelo Senhor – Homilia – XXIII Domingo do Tempo Comum

“Olhando para o céu, suspirou e disse:  “Effatha!”, que quer dizer “abre-te!” No 23º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Paróquia: Escola de Comunhão e de Amor

Como Igreja que somos, precisamos testemunhar a nossa Fé, dando solidez à Esperança, na vivência concreta e eficaz da Caridade,...
Read More
Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom  Otacilio F. de Lacerda.

Nossa prática religiosa é agradável a Deus? Homilia – 22º Domingo do Tempo Comum – Ano B – Dom Otacilio F. de Lacerda.

Com a Liturgia do 22º Domingo do Tempo Comum (ano B), aprofundamos como deve ser uma verdadeira religião que agrade...
Read More
“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“Só Tu tens Palavras de vida eterna” – Homilia 21º Domingo do Tempo Comum

“A quem iremos, Senhor?” Com a Liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre nossas opções, sobre o discernimento que...
Read More
A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A missão e o Alimento indispensável – Homilia 19º Domingo Comum – Ano B

A Liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum (ano B), continuamos a refletir sobre um tema de extrema importância: Jesus...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: