Novena do padroeiro da Diocese e da paróquia São Miguel em Guanhães – Terceira Noite

A missa das 19 h , na terceira noite da Novena de São Miguel foi presidida por Dom Jeremias na Catedral de Guanhães .Os fiéis que estão participando, estão sendo privilegiados pelos momentos fortes de espiritualidade.

3º DIA

QUEM COMO DEUS? MISERICÓRDIA: CONDIÇÃO PARA A NOSSA SALVAÇÃO

01- Oração para todos os dias:

  1. São Miguel, príncipe da justiça e da paz, ajudai-nos a sonhar e construir um novo céu e uma nova terra, gestado e gerado na misericórdia do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

T: Senhor, dá-nos a graça de aceitar o chamado para sairmos do comodismo, a coragem para caminhar e semear sempre de novo, sempre mais além, tornando o mundo mais humano e amável.

D: Vem Espirito Santo, ajuda-nos a reconhecer Deus nos outros, saindo de nós mesmos para procurar o bem de todos, mudando o que for necessário agindo com generosidade e coragem.

T: Faça-nos  Senhor, pessoas e comunidades em saída, levando em nosso coração a mensagem do teu Evangelho, sua força, sua potencialidade. Desperta em nós a esperança para sermos pessoas e comunidades acolhedoras e misericordiosas.

03-Reflexão  após a comunhão

L1: Segundo o Papa Francisco, em sua encíclica O rosto da misericórdia, o mistério da misericórdia é  condição para a nossa salvação. É o ato último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Nosso Deus é um Pai amoroso que nos ama e nos convida ao amor a todo o momento. Interligado a esse imenso oceano de amor está a gratuidade de sua misericórdia, que é eterna e sem limites. Neste sentido, somos convidados a fazer a experiência de deixarmo-nos ser banharmos pelas águas insondáveis dos mistérios da sua bondade.

As: Estamos a caminho, seguindo as trilhas e as pegadas de Jesus, em busca de um mundo mais acolhedor e humano.

L2: Toda a Palavra de Deus é um itinerário de revelação da misericórdia do Pai. Ela toda, “da primeira à última página, é palavra de misericórdia”. Por toda parte nela, estão contidas descrições da convalescência e bondade do Divino que vai atrás do seu povo que erra e lhe oferece a oportunidade da conversão de caminho, haja vista que ele não quer que nenhum de seus filhos se perca.

As. Testemunhar, anunciar e professar a misericórdia de Deus é uma urgência para todos os cristãos.

L1: Ao fazermos a experiência do reconhecimento de nossas faltas e pecados, mergulharmos na insondável misericórdia de Deus, que nos perdoa sempre, como diz o nosso Santo Padre: “Deus não se cansa de nos perdoar. Somos nós é que cansamos de pedir o seu perdão”. Somente aquele que tem a capacidade de se envergonhar de seus pecados é capaz de fazer a experiência da misericórdia e acolher a graça do perdão divino.

As: “É grande a misericórdia de Deus, é grande a misericórdia de Jesus: perdoa nos acariciando”.

L2: A experiência desta misericórdia infinita de Deus nos impulsiona a termos um olhar novo para com os nossos irmãos marginalizados, deixados à margem da sociedade, caídos pelas estradas da vida, o “nosso próximo”. A todos é oferecida a gratuidade do amor misericordioso de Deus. Somente através de uma experiência com Jesus, que é “a misericórdia divina encarnada” é que poderemos voltarmo-nos para os irmãos que sofrem e necessitam de nossa misericórdia: “Bem aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia” .

 

A Palavra do Pastor
A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

A insustentabilidade dos horizontes fragmentários

“Qual é o lugar que concedemos a Deus na nossa vida? Na cultura contemporânea está presente um indubitável processo de...
Read More
Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Eucaristia: O milagre do amor e da partilha XVII Domingo do Tempo Comum do Ano B

Com a Liturgia do 17º Domingo do Tempo Comum (ano B), contemplamos a ação de Deus: é próprio do Seu...
Read More
“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade”

“Confirma a caridade para consolidar a unidade” Reflitamos à luz deste parágrafo do Sermão sobre os pastores, escrito pelo Bispo...
Read More
A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

A incomparável Compaixão Divina – Homilia – 16º Domingo do Tempo Comum ( Ano B)

Com a Liturgia do 16º Domingo do Tempo Comum (ano B), refletimos sobre o Amor e a solicitude de Deus...
Read More
Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

Alegria da missão e da vocação profética – Homilia do XV Domingo do Tempo Comum Ano B

“A missão de Jesus é a nossa missão” A Liturgia da Palavra do 15º Domingo do Tempo Comum (ano B),...
Read More
Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

Vençamos o medo na travessia – XII Domingo do Tempo Comum

“‘Silêncio! Cala-te!’ O vento cessou e houve uma grande calmaria. Então Jesus perguntou aos discípulos: “Por que sois tão medrosos?...
Read More
O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente- Homilia 11° Domingo do Tempo Comum Ano B

O Reino de Deus germina silenciosamente No 11º Domingo do Tempo Comum (Ano B), a Liturgia da Palavra nos convida...
Read More
Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Iluminados pela “Verbum Domini”, alegria Pascal transbordante

Vivendo o Tempo Comum, sejamos cada vez mais fortalecidos pela Palavra, que é fonte divina de nossa conversão, como discípulos...
Read More
O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

O desafio da Evangelização na rede – Dom Otacilio F. de Lacerda

Retomando a citação do Papa Emérito Bento XVI em que ele ressalta a missão da Igreja que é chamada a...
Read More
A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada – Homilia- 10º Domingo do Tempo Comum -Ano B.

A Amizade Divina e a felicidade desejada A Liturgia do décimo Domingo do Tempo Comum (ano B) nos convida a...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: