Semana Catequética dia 28 de julho

Após a chegada dos coordenadores, a acolhida e  a oração, Pe João Evangelista iniciou desenvolvendo o tema “ Sacramentos, oásis da Misericórdia” e, inicialmente fez-nos a pergunta “ O que é um oásis. Após uma caminhada sofrida,  sedenta  em um  deserto      ganhamos uma energia  a mais quando encontramos  água, se temos sede e  alimento se temos fome.

Para falar sobre o Batismo, ele fez analogia com um enxerto de limão e laranja. A muda de limão colocou um intruso que faz parte do corpo e foi criada a laranja o que era azedo tornou-se doce. Batismo é enxerto.  Pela nossa natureza, somos criaturas de Deus e  pelo batismo somos enxertados no Corpo de Jesus Cristo para   darmos frutos.

Sacramento é  como um oásis, traz a graça para a nossa vida, mistério de Deus agindo em nós.

Fazemos parte do corpo místico de cristo, quando somos inseridos na igreja, através do batismo. Deus se manifesta numa infinitude de coisas e no maior de todos os sacramentos, Jesus Cristo. Pe João ressaltou que após o concílio vaticano II a Igreja passou a ser sinal da presença de Deus, deixando de ser puramente sacramentalista.

Nós também somos sacramento de Deus, mas o maior sacramento é Jesus e de Jesus nasce a igreja… E da igreja nasceram os sacramentos .

Quando surgiram os sacramentos?  Tudo partiu da crucificação de Cristo,  em seu peito que escorreu água e sangue.

Miserere , ter piedade,  ter compaixão. Viver no coração do outro, sentindo como se estivesse vivendo sua vida.

Para perdoar um ladrão, tenho que viver a vida dele, estar no seu erro  para ver as causas.

Leonardo Boff diz “Como gesto significamos Deus, pelo Batismo passamos a viver em  Deus.”

Segundo padre João, hoje temos uma visão diferenciada do valor do sacramento,graças a Deus.

Quais são nossos tesouros? Muitas vezes, nós os temos e não os aproveitamos. Precisamos descobrir  os tesouros que a nossa  família nos oferece. Temos muitas preciosidades, mas temos dificuldade de passar para os outros. Assim os fardos se tornam mais pesados.

Batismo, porta de entrada. Quando chegamos na casa dos outros, nos oferecem alimentos.Aí lembramos a Eucaristia que também nasceu na cruz de Cristo.

Na  Eucaristia, Jesus se dá de comer. O ajoelhar é sinal de quem adora. Não ajoelho diante de quem come. Diante da adoração, sim.

Sacramento precisa ter sentido comunitário.

Deus nos fez para a liberdade. Mas nem tudo eu devo.

Estamos sempre em pecado, o tempo todo. Comungar é preciso, para que eu tenha forças, pra curar o mal que está em mim.

Só pedimos perdão, quando temos consciência do que é pecado. Sacramento do perdão é muito importante para a vida.

A Crisma é sacramento da maturidade cristã.

A Unção dos enfermos – Não é  só para quem está prestes a morrer. Como o Sacramento da Penitência, a unção dos enfermos também é sacramento da cura.

A Ordem é o sacramento diferenciado dentro da igreja. Os presbíteros estão a serviço da evangelização. É dividido em três graus:

Primeiro: Recebe direito de estar a serviço – diaconia.

Segundo  grau:  presbiterato. Foi ordenado presbítero e não padre, ele é o irmão mais velho na comunidade.

Terceiro grau – episcopado. O bispo pode fazer tudo em nome da Igreja, desde que seja certo.

O papa é tão bispo quanto Dom Jeremias.  O bispo tem a cabeça ungida. Ele tem a plenitude do Espírito Santo.

Matrimônio – sacramento da família cristã.   Nem todos que se casam, Deus abençoou a união de fato.

Após banho e jantar , os catequistas participaram da santa missa e após a missa, eles se divertiram, dançando a Quadrilha da Misericórdia e cantaram, dançaram e se encantaram ao ouvir Pe José Adriano cantando e alguns coordenadores declamando poemas.

Foi um dia muito proveitoso, mesmo!

Eliana Alvarenga e Vera Pimenta

Membros da Equipe de Coordenação de catequese

 

 

 

 

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: