54ª Assembleia Geral da CNBB aborda missão dos leigos na Igreja e na sociedade

“A Assembleia é momento muito precioso para nossa Conferência Episcopal e para as igrejas particulares. Trata-se de um espaço de oração, partilha, estudos e convivência fraterna.

Durante esses dias, fortalecemos a comunhão entre nós bispos”, explica o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Steiner. 

A 54ª Assembleia Geral  (AG) da CNBB está acontecendo desde a última quarta-feira, 6, e durará até 15 de abril, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP). Este ano, o tema central é “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da Terra e Luz no Mundo”.

Entre os temas prioritários previstos estão a “Liturgia na Vida da Igreja”, a 14ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, a conjuntura político-social, a mensagem “Pensando o Brasil: crises e superações” e as mudanças do quadro religioso no país.

 

Programação

Este é o maior encontro do episcopado brasileiro. Participam cerca de 320 bispos ativos e eméritos, dos dezoito regionais da CNBB. Diariamente, os trabalhos da Assembleia Geral iniciam com celebração da missa com laudes, das 7h30 às 8h45, no Santuário Nacional de Aparecida, com transmissão ao vivo pelas emissoras católicas de rádio e televisão.

Tema central

A reflexão do tema “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da Terra e Luz no Mundo” foi iniciada em 2014, durante a 52ª Assembleia Geral da CNBB.

O secretário geral, dom Leonardo Steiner, ressalta que nesta Assembleia o texto de trabalho será aprofundado, podendo ser aprovado como documento. O bispo considera o momento importante para refletir sobre a presença dos leigos na Igreja e na sociedade “Os nossos leigos, queridos irmãos batizados, têm papel muito importante na Igreja por conta da vocação que receberam pelo batismo e pela crisma.

São convidados a serem testemunhas de Jesus crucificado e ressuscitado”, diz. Ainda de acordo com dom Leonardo, os leigos têm a missão de dinamizar as comunidades, sob a orientações dos sacerdotes.

“Eles estão presentes nos grupos, pastorais e movimentos da Igreja. Neste Ano da Misericórdia somos convocados a pensar a missão do leigo na sociedade, pois são eles que levam o consolo, a misericórdia, o cuidado para com os pobres, os necessitados”, pontua.

Dom Jeremias

Foto: Dom Jeremias Antônio de Jesus

Foto: Dom Jeremias Antônio de Jesus

O bispo diocesano de Guanhães, dom Jeremias Antônio de Jesus está em Aparecida, participando da Assembléia, e fotografou o momento em que a comissão para o laicato apresentava o novo documento sobre os leigos como sujeitos na Igreja e na sociedade.

Na terça-feira, 12, dom Jeremias falará ao vivo com a Rádio Vida Nova FM, por telefone.

 

 

Sessões de trabalho

A 54ª Assembleia Geral da CNBB foi iniciada no dia 6, às 7h30, com uma missa no Santuário Nacional de Aparecida. A cerimônia de instalação da AG aconteceu no mesmo dia, às 9h15, no auditório do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho. Os trabalhos da Assembleia são desenvolvidos em quatro sessões. O retiro dos bispos começará no dia 9 de abril, às 15h30, e terminará no domingo, 10, às 12h, com uma missa no Santuário de Aparecida.

O pregador será o presidente do Pontifício Conselho para a Cultura, cardeal Gianfranco Ravasi.  No dia 12 de abril, terça-feira, às 18h, haverá sessão solene ecumênica. A cerimônia de encerramento da Assembleia será realizada no Centro de Eventos, no dia 15 de abril, às 10h30.

Informações: A12.com

Curta Nossa Fanpage:

Empresas que possibilitam este projeto: