A Ordem do (des)emprego

Vivemos em um país que não oferece aos jovens oportunidades reais de emprego. E pior: não se envergonha de tantos que vivem na ociosidade, na informalidade e, infelizmente, no crime e na violência.

Foto: Reprodução - Internet.

Foto: Reprodução – Internet.

Cerca de 7,7 milhões de estudantes do país estão realizando o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Jovens em busca de uma vaga em universidades públicas ou privadas. A perspectiva maior dos estudantes é a qualificação profissional. Muitos querem ingressar nas instituições de ensino superior para ocupar, posteriormente, os melhores cargos no mercado de trabalho.

Milhões de jovens à procura de qualificação profissional propõe uma discussão. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o desemprego de jovens, no Brasil, com idade entre 15 e 24, deve atingir 15,5% (maior do que a média mundial) ainda este ano, isto é, cerca de 11 milhões ficarão sem emprego formal. O agravamento da crise econômica constitui um dos fatores desse problema social.

Os dados revelam que o número de jovens desempregados diminuiu em 3,3 milhões em relação ao ápice da crise, passando de 76,6 milhões em 2009 para 73,3 milhões em 2014. Segundo números divulgados pela OIT, neste ano deverá haver 201,6 milhões de desempregados no mundo, pouco mais de 2 milhões a mais do que em 2014. Deste total, 73,4 milhões são jovens com até 24 anos.

O relatório alerta ainda para o fato de que os jovens brasileiros, entre 15 e 17 anos, têm realizado trabalhos considerados perigosos ou insalubres, com risco de morte ou de enfermidades.

Cada jovem que procura, apoiado pela família, amigos, comunidade religiosa, ampliar as possibilidades de trabalho toma a decisão certa. O número daqueles que planejam, se preparam, ocupam alguma profissão no mercado, ainda é pequeno.

Vivemos em um país que não oferece aos jovens oportunidades reais de emprego. E pior: não se envergonha de tantos que vivem na ociosidade, na informalidade e, infelizmente, no crime e na violência.

Luís Carlos Pinto
Professor da educação básica

A Palavra do Pastor
O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

O chamado divino e a nossa resposta – Homilia – Segundo Momingo do Tempo Comum ( Ano B)

Deus nos chama para que anunciemos a Sua Palavra e não a nós mesmos, porque nisto consiste a vocação do...
Read More
Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Viver o Batismo é seguir os passos de Jesus- Homilia para o Domingo do Batismo do Senhor-Ano B- Dom Otacilio 

Com a Liturgia da Festa do Batismo do Senhor (ano B), refletimos sobre a revelação de Jesus Cristo, o Filho...
Read More
Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Sejamos um sim a Deus e ao Seu Projeto de Salvação! Homilia – 4º Domingo do Advento do Ano B

Com a Liturgia do 4º Domingo do Advento (ano B), damos mais um passo fundamental nesta caminhada de preparação para...
Read More
Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

Confiança, esperança e alegria no Senhor – Homilia – Terceiro Domingo do Advento – Ano B

“João é a voz no tempo; Cristo é, desde o princípio, a Palavra eterna.” Ao celebrar o 3º Domingo do...
Read More
Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Advento: vigilância ativa e efetiva – Homilia de Dom Otacilio – Primeiro Domingo do tempo do Avento Ano B

Com o primeiro Domingo do Tempo do Advento (ano B), seremos convidados à vigilância, numa frutuosa preparação para o Natal...
Read More
Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Alegres e convictos Servidores do Reino – Homilia e reflexões de Dom Otacilio para o XXXIII Domingo do Tempo Comum (Ano A)

  Alegres e convictos Servidores do Reino (Homilia - XXXIIIDTCA) A Liturgia do 33º Domingo do Tempo comum (Ano A),...
Read More
Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Permaneçamos vigilantes – XXXII do Tempo Comum do Ano A.

Com a Liturgia, do 32º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre a necessária vigilância ativa na espera do...
Read More
O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

O Ministério do padre na hora mais difícil: a morte.

Finados: dia de recolhimento, oração e contemplação de nossa realidade penúltima, a morte; fortalecimento na fé sobre nossa realidade última,...
Read More
Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

Bem-Aventuranças vividas, Santidade alcançada (Homilia Festa de todos os santos e santas)

  A Solenidade de todos os Santos abre nosso espírito e coração às consequências da Ressurreição. Para Jesus, ela foi...
Read More
Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois amores inseparáveis – 30º Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Amor a Deus e ao próximo, dois Amores inseparáveis O Mandamento do Amor é a essência da vida cristã Com...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: