Mortes sem compaixão

O que provoca tantas mortes prematuras? Por que o público jovem decide por dar cabo à própria vida? As questões se estendem infinitamente.

Foto: Reprodução - Internet.

Foto: Reprodução – Internet.

Em reportagem publicada no portal Uol Notícias, a Organização Mundial da Saúde (OMS) apresentou o suicídio como a segunda principal causa de morte entre os jovens de 15 a 29 anos, atrás apenas do vírus HIV.

Segundo a reportagem, o índice de suicídios no Brasil, na faixa dos 15 aos 29 anos, chega a 6,9 para cada 100 mil habitantes. O país ocupa o 12º lugar na lista de países latino-americanos com mais mortes neste segmento.

O que provoca tantas mortes prematuras? Por que o público jovem decide por dar cabo à própria vida? As questões se estendem infinitamente.

De acordo com a OMS, 800 mil pessoas cometem suicídio todos os anos.  A maior parte dos casos concentra-se em países de média e baixa renda. Isso revela que as estruturas sociais injustas tornam o problema recorrente.

Os países mais pobres apresentam taxas maiores de suicídio. A pesquisa mostra que os homens cometem mais suicídio do que as mulheres. Homens e mulheres de baixa renda tornam-se mais vulneráveis, em países com desigualdade social.

Mas não são sós os fatores sociais a causa do suicídio. 90% dos jovens que se matam possuem algum problema mental: depressão, ansiedade, violência, uso de drogas. Atenção total devem ter as famílias, a escola, as igrejas.

A orientação segura dada pelas instituições sociais, por meio do estabelecimento de projetos de escuta dos jovens, pode evitar o aumento dos casos e dos problemas que o suicídio acarreta para a sociedade. Sejamos cuidadosos!

Luís Carlos Pinto
Graduado em Filosofia (FJC)

Curta Nossa Fanpage:
Faça sua inscrição:

Empresas que possibilitam este projeto: