O mês da Bíblia e os Círculos Bíblicos – Grupos de Reflexão

Para ” formar um Círculo Bíblico ou Grupo de Reflexão” não uma regra, mas há certas coisas que devem ser consideradas.

Palavras de nosso Bispo Diocesano

 

Caríssimos irmão e irmãs!

Queridos diocesanos!

 

A elaboração dos Roteiros de Estudo e Reflexão é um trabalho que merece todo louvor e reconhecimento por ser fruto da dedicação de tantos irmãos e irmãs de caminhada, como nossos padres, seminaristas, religiosas, consagradas, leigas e leigos comprometidos com a evangelização. Um trabalho que muito foi incentivado por Dom Felippe e Dom Emanuel Messias, meus antecessores, como uma oportunidade para refletir a ação de Deus na nossa vida, diante da realidade na qual estamos inseridos. É importante lançar um olhar panorâmico sobre o passado e perceber as contribuições, as graças e as bênçãos que a nossa querida Diocese recebeu nestes anos todos de caminhada. Certamente, os Roteiros de Reflexão muito colaboraram e ainda colaboram para iluminar a vida, a fé, a consciência de Povo de Deus que sempre está a caminho. A Diocese de Guanhães reconhece e agradece! Os Roteiros são uma de suas conquistas, e sem dúvida, uma das marcas que a identificam.

Convém ressaltar que, percebendo o interesse, o amor do povo para com a Palavra de Deus e o desejo de conhecê-la cada vez mais e melhor, decidimos que os Roteiros devem ser um instrumento para facilitar o acesso à Palavra. Lembremos que a 48ª Assembleia dos Bispos do Brasil ressaltou esta necessidade: “Que em nossas Dioceses, paróquias e comunidades se ofereça e se facilite o acesso à Bíblia, ao estudo bíblico e à vivência da mensagem revelada”. A mesma Escritura nos ensina que dias virão em que o povo sentirá fome da Palavra (Am 8,11)

 +Jeremias Antonio de Jesus

Bispo Diocesano

 Conhecer as Sagradas Escrituras é conhecer o próprio Cristo

 

“Para amar é preciso conhecer”! Os roteiros, numa linguagem simples, nos oferecem a oportunidade do conhecimento e da partilha da Palavra.

Mesmo com temas chamativos, a verdade é que tal atividade religiosa ainda não atinge um número expressivo de cristãos, mas os que participam se dizem privilegiados e felizes pela oportunidade de conhecerem a Sagrada Escritura.

“À medida que conheço os Ensinamentos de Jesus, mais e mais eu O amo”.

Mariza da Consolação Pimenta Dupim – Guanhães

 

roteiros100

 Como formar um Círculo Bíblico ou Grupo de Reflexão?

 Além de trabalhar outros temas, os Roteiros são sim– conforme nos indicou Dom Jeremias – instrumento de estudo e aprendizagem para as pessoas que desejam mergulhar nas Sagradas Escrituras e uma forma de atender à 48ª Assembleia dos Bispos do Brasil (Assembleia Geral em Brasília de 2010).

Nas últimas décadas, a partir do Concílio Vaticano II, vimos acontecer uma revolução na leitura bíblica, com cursos e livros simples que querem ajudar o povo a ler melhor a Sagrada Escritura.

No Brasil, biblistas de grande sensibilidade para a cultura popular oferecem trabalhos de grande valor na compreensão dos textos da Bíblia e dos contextos que estão por trás de sua formação, sem os termos acadêmicos que tornariam essa formação inacessível.

Nossa diocese não permaneceu insensível à necessidade de formação bíblica do Povo de Deus e através dos roteiros de grupo de reflexão passou a abordar temas de estudo da Sagrada Escritura, afinal “a ignorância das Escrituras é ignorância de Cristo” (São Jerônimo).

O tema do roteiro para grupos de reflexão já é pauta nas reuniões de lideranças em algumas paróquias de nossa diocese. Ali são esclarecidos certos pontos propostos pelo roteiro, o que tem ajudado muito na participação e atuação da liderança no grupo de reflexão, dando maior segurança ao abordar o conteúdo.

Para ” formar um Círculo Bíblico ou Grupo de Reflexão” não uma regra, mas há certas coisas que devem ser consideradas. Antes de tudo é necessário disposição, de modo que os que vão participar da reunião sintam-se motivados; caso contrário, não tem Círculo Bíblico. Vejamos, a seguir, uma proposta de grupos de reflexão.

  1. O Convite. Este é o primeiro passo: convide os vizinhos de sua rua; forme pequenos grupos de 10 a 12 pessoas. Cada encontro deverá acontecer em casas oferecidas com antecedência por alguém do grupo e os encontros seguintes serão realizados em casas diferentes da mesma rua a fim de se conhecerem melhor. Uma sugestão é que os grupos poderão ser formados por afinidade, por exemplo: grupo de casais, de jovens, de crianças e adolescentes ou ainda, grupos de família e outros tipos conforme a realidade e disponibilidade.
  2. Uma boa acolhida. Disso depende o sucesso de um grupo de reflexão. Acolher as pessoas como quem recebe a visita do próprio Jesus em sua casa; sempre com um sorriso nos lábios e os votos de boas-vindas, a fim de que TODOS sejam bem acolhidos e sintam a alegria e felicidade de fazer parte desta “nova família”.
  3. O Ambiente. É importante preparar bem e com carinho o ambiente, pois ajuda a criar um clima de espiritualidade para aprofundar e interiorizar a Palavra de Deus. Você pode seguir as propostas do próprio roteiro e complementar se assim desejar e for conveniente.
  4. O Roteiro. Todo roteiro é apenas uma referência para que o grupo não fique perdido. No entanto, é permitido o uso da criatividade. Um bom roteiro, por exemplo, é o que a diocese de Guanhães oferece.
  5. O Animador ou animadora. É aquele ou aquela que ajuda todos a se envolverem e participarem, falando e expressando suas ideias. O animador não deve falar o tempo todo sozinho, nem permitir que um fale demais enquanto outro fala menos ou não fala nada. Deverá distribuir as diversas tarefas entre todos e motivar os membros do grupo sobre a importância de todos dizerem a sua palavra a partir da Palavra proclamada, com questionamentos que podem ser assim formulados:

– O que no texto sagrado tocou seu coração?

– Que palavra ou frase mais chamou sua atenção?

– O que Deus pede de nós hoje através de sua Palavra?

– Nossa realidade (de rua, bairro, comunidade etc) coincide com a vontade de Deus para nós?

– Que devemos fazer, então, para que a vontade de Deus seja feita na terra como ela é feita no céu? Etc

Padre Bruno Costa Ribeiro

baseado em: cebsuai.org

A Palavra do Pastor
Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

Sejamos instrumentos nas mãos de Deus (Homilia do 3º Domingo do Ano A)

No 3º Domingo do Tempo Comum (Ano A), refletimos sobre o Projeto de Salvação e de Vida plena que Deus...
Read More
FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

FORTALEÇAMOS O PILAR DA PALAVRA DE DEUS

As novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil (2019-2023), Documento nº. 107 da Conferência Nacional do Brasil  (CNBB), nos apresentam...
Read More
Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a luz das Nações ( Homilia para o 2º Domingo do Tempo Comum-ano A)

Apresentar e testemunhar Jesus, a Luz das Nações “Melhor é calar-se e ser do que falar e não ser. Coisa...
Read More
Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

Ser batizado é ouvir a voz do Filho Amado

  O Batismo do Senhor é apresentado de diferentes modos: os Evangelhos de São Marcos e São Lucas apenas fazem...
Read More
A Evangelização nos desafia: É tempo de sermos epifânicos!

A Evangelização nos desafia: É tempo de sermos epifânicos!

  A Evangelização nos desafia: É tempo de sermos epifânicos! Há de brilhar e brilhou… Uma estrela há dois milênios,...
Read More
Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos ( Homilia da Epifania do Senhor)

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos ( Homilia da Epifania do Senhor)

Epifania: Jesus é o Salvador de todos os povos Celebraremos com toda a Igreja, a Solenidade da Epifania do Senhor,...
Read More

Deus seja louvado! Olhando para o ano que está terminando, faltando apenas dois dias, vi que: Amo o que faço! Creio...
Read More
Sagrada Família, modelo de fidelidade e coragem

Sagrada Família, modelo de fidelidade e coragem

Sagrada Família, modelo de fidelidade e coragem Celebrar a Festa da Sagrada Família (ano A), é para todos nós, uma...
Read More
Ah, se nossas famílias escutassem o Anjo do Senhor…

Ah, se nossas famílias escutassem o Anjo do Senhor…

Ah, se nossas famílias escutassem o Anjo do Senhor... Na Liturgia da Palavra na Festa da Sagrada Família (ano A),...
Read More
O silêncio dos inocentes

O silêncio dos inocentes

O silêncio dos inocentes... “Levante-se, pegue a Criança e a Sua mãe e fuja para o Egito. Fiquem lá até...
Read More

Empresas que possibilitam este projeto: